Conteúdo de Qualidade de Publicidade, Propaganda e Marketing :)

O mercado vai mudar depois da pandemia?

O mercado vai mudar depois da pandemia?

Como será o mundo depois que o coronavírus passar? A parada brusca da economia e atitudes restritivas à movimentação de pessoas, como a quarentena, exigiu mudança de hábitos e revelou que modelos de negócios e de gestão devem ser repensados.

Não é novidade ouvirmos falar na transformação dos negócios pela tecnologia digital. Porém, segundo especialistas, as empresas pós-pandemia serão essencialmente digitais e centradas em inteligência artificial.

Quer saber mais sobre essa transição? Siga com a leitura deste artigo!

Adaptação é indispensável

Uma empresa digital é ágil e resiliente. Mas o que se tornou regra recentemente foi a necessidade dela ser facilmente adaptável a um ambiente de volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade.

Fabian Salum, professor de estratégia, modelo de negócios e inovação da Fundação Dom Cabral, afirma que mesmo com anos de experiência como executivo e mais de uma década se dedicando à academia, ficou surpreso com a quantidade de empresários que estão repensando tudo, de modelo de negócios à relação com a tecnologia, para se adequarem ao momento.

E-commerce

O aumento do consumo online consequentemente deu entrada a novos consumidores no comércio digital. A prática de aquisição a qualquer custo é intensificada com o aumento da concorrência nas vendas online e a todo momento os clientes estão buscando o preço mais baixo. Será que operações de e-commerce brasileiras vão crescer ainda mais futuramente? A resposta é sim!

Uma pesquisa do Mercado Livre indica de que a transformação digital está acontecendo intensamente e há uma imensa migração da população ao consumo online. A pesquisa fala de mais de 1,7 milhão de novos consumidores.

Conceito de escritório e local de trabalho

Segundo o investidor e professor na pós-graduação do Insper Renato Mendes, o mercado depois da pandemia será obrigado a repensar a ideia de um único local de trabalho. O escritório passa a ser onde a pessoa está e não em um prédio com endereço fixo!

O pós-crise traz uma nova visão sobre o home office, que deixará de ser uma possibilidade e se tornará realidade. “Como o contato humano é fundamental para construir relações de confiança, podemos inverter o jogo: a norma passa a ser trabalhar em casa, e o escritório vira uma alternativa, onde as equipes se encontram algumas vezes por semana.” Diz o diretor de operações da fintech Neon, Jean Sigrist.

Está claro que a crise causada pela pandemia vai provocar uma profunda reestruturação econômica, social e organizacional. Conte com a MegUp para te ajudar nesse momento!

Curtiu o artigo? Comenta aqui em baixo!

Naila Galera
Naila Galera

Equipe de Conteúdo

Graduanda no curso de Bacharel em Marketing é responsável pela área de criação de conteúdo, desenvolve campanhas de inbound e marketing digital juntamente com a equipe da agência desenvolvendo textos de Redes Sociais, Blogs e Sites para grandes clientes.